Sobre o envelhecer e a velhice

Parece tão longe para quem é ou se sente jovem que a velhice chegará. Ter consciência que se envelhece todos os dias desde que nascemos, é fundamental para um projeto de Vida de qualidade.

Quando somos crianças, muitos nos perguntam “o que você que ser quando crescer?” E prontamente temos respostas: bombeiro, médico, professor… Estudamos, traçamos metas e buscamos realizar os sonhos daquilo que pensamos em ser quando crescer.

Precisamos discutir o envelhecimento e a velhice por várias razões.

Uma velhice ativa e depende de um envelhecimento programado para tal, onde a saúde física e mental devem ser cuidadas. Quando o investimento no envelhecimento não foi bem planejado e executado, temos por outro lado, idosos dependentes de cuidados e com perspectivas diminuídas em relação a uma vida com qualidade, atividade e realização.

Outra consideração a ser realizada envolve o envelhecimento populacional, que é um fenômeno universal. Pessoas em todo o mundo estão vivendo mais. Pela primeira vez na história, a maioria delas pode esperar viver 60 anos ou mais. Segundo a Organização Mundial da Saúde – OMS (2015), um país pode ser considerado estruturalmente envelhecido quando a sua taxa de idosos ultrapassa 7% da população total. Em 2050, espera-se que a população mundial com 60 anos ou mais chegue a 2 bilhões, em contraponto aos 900 milhões em 2015. Em 2018, 125 milhões de pessoas tinham 80 anos ou mais. Em 2050, haverá 120 milhões vivendo apenas na China e 434 milhões de pessoas nesta faixa etária em todo o mundo. Em 2050, 80% de todos as pessoas idosas viverão em países de baixa e média renda.

Novas necessidades surgem a partir dessas constatações: acompanhando a transição demográfica, verifica-se a transição epidemiológica, ou seja, atualmente as doenças degenerativas, o envelhecimento saudável, a manutenção da habilidade funcional, a vida social, a sexualidade e a atividade cultural, a autonomia e independência para aqueles que envelhecem ou já são idosos passam a ser foco das atenções. E precisam ser.

Apesar de constituir um processo natural, o envelhecimento não ocorre de forma homogênea: é influenciado por eventos de natureza fisiológica, patológica, psicológica, social, cultural e econômica, que podem atuar sobre a qualidade de vida na velhice. E o papel do cuidado para quem apresenta alguma incapacidade, também.

Por tudo e para tudo o que se descreve como cenário de projetos de vida, cuidados e atuação profissional com a população idosa, refletindo, investindo em capacitação ou mesmo redirecionando rotas de vida, é que no Meeting “Qual vida você quer quando envelhecer?”da EME Doctors queremos lembrar que desde cedo, é preciso perguntar ao jovem e ao adulto: “o que você que ser quando envelhecer?” “nos seus projetos de vida a saúde está incluída?” E perguntar aos idosos: “ você está vivendo sua velhice com qualidade de vida”?

Vem debater conosco este assunto tão atual e tão necessário para o hoje e o amanhã.